Header Ads

Breaking News
recent

O cérebro recupera a capacidade de produzir dopamina após o abandono do cigarro

O cérebro produz menos dopamina, uma substância química associada com o prazer e a dependência, quando uma pessoa fuma, mas essa deficiência é revertida após o abandono do cigarro.

Lena Rademacher, que é doutora da Universidade de Lübeck, realizou estudos por imagens do cérebro de 15 não fumantes a 30 fumantes, que, em seguida, receberam tratamento para cessar o uso de tabaco. Ao longo de três meses, os autores repetiram as imagens nos 15 participantes que haviam deixado de fumar.

Os fumantes produziam inicialmente uns 15-20% a menos de dopamina que os não fumantes, segundo o que foi publicado pela equipe na Biological Psychiatry. Mas na segunda série de imagens, essa diferença havia desaparecido entre os não fumantes e os participantes que haviam deixado de fumar durante o estudo.

Isso é importante porque alguns pesquisadores acreditam que certas pessoas produziriam menos dopamina naturalmente, o que as predisporia ao vício.

O vício à nicotina está associado com os transtornos do sistema dopaminérgico. Mas os cientistas desconhecem se fumar induz essas anormalidades, ou se essas são preexistentes em algumas pessoas, o que aumentaria a sua vulnerabilidade ao vício à nicotina.

Dado que o estudo identificou que a maioria dos problemas que a nicotina causa desaparecem ao deixar de fumar, os resultados sugerem que se trata de um subproduto do tabagismo, segundo afirma Rademacher.

RAPAPORT, Lisa. El cerebro recupera la capacidad de producir dopamina después de dejar de fumar. Scientific American. Disponível em: <http://www.scientificamerican.com/espanol/noticias/reuters/el-cerebro-recupera-la-capacidad-de-producir-dopamina-despues-de-dejar-de-fumar/> Acesso em: 21 ago. 2016

Via Climatologia Geográfica
Tecnologia do Blogger.