Header Ads

Breaking News
recent

Americano sem pernas e braço completa prova de resistência de 17 quilômetros

Love na prova de resistência Foto: Reprodução / Mail Online

Depois de atravessar 75 obstáculos, Todd Love finalmente cruzou a linha de chegada da Spartan Race, coberto de lama. Ele precisou de cinco horas para concluir os 17 quilômetros da prova de resistência na Virgínia, Estados Unidos. A corrida já seria difícil em condições normais, mas a participação do americano é ainda mais impressionante, já que ele não tem as duas pernas, nem o braço esquerdo.

Love perdeu os membros no Afeganistão, em 2010, ao pisar em uma mina terrestre. Isso não impediu que ele se tornasse um dos oito participantes da equipe X.T.R.E.M.E. O americano escalou paredes de 2,5 metros, rastejou na lama e subiu colinas íngremes. Feito que não é para qualquer um.
Love não fez feio Foto: Reprodução / Mail Online

“Se você já participou de qualquer corrida, em qualquer lugar no mundo: corrida de lama, corrida divertida, corrida olímpica, corrida de bicicleta, marcha da morte ou qualquer outro tipo de evento que se dizia “a corrida mais dura do mundo”, você ficará feliz em saber que este é o lugar onde o mundo termina... Este é o Spartan Beast... Intensifique, e saia da sua zona de conforto na nossa corrida de obstáculos com mais de 16 quilômetros, onde muitos irão entrar, mas poucos irão sair!”, diz o site da competição.

É de meter medo, certo? Na prova, ninguém pode ficar para trás, e Todd Love não fez feio. Mostrou habilidade suficiente para ser um dos “poucos a sair”. A corrida é planejada para deixar os participantes no limite físico e psicológico. Além do percurso difícil, os membros da equipe usaram máscaras de gás, o que dificulta bastante a respiração.
O americano escalou paredes de 2,5 metros Foto: Reprodução / Mail Online

- É uma maneira de simbolizar a perseverança diante das dificuldades insuperáveis - explicou Jeremy Soles, fundador da equipe.

As fotos de Love competindo fizeram sucesso na internet, e serviram de inspiração para pessoas com limitações físicas, principalmente.

- Estou muito surpreso de tanta atenção que recebi nas últimas 24 horas. Eu quero agradecer a todos que estiveram comigo desde o começo. E vou tentar continuar com as aventuras (com segurança) - disse Love, de 22 anos. - Eu prometo nunca deixar o que eu não posso fazer interferir nas coisas que eu posso fazer - garantiu.
 Love perdeu as pernas e braço no Afeganistão Foto: Reprodução

E quando fala em “aventuras”, Love não está brincando. Entusiasta de esportes radicais, ele adora esquiar e já viajou para praticar o esporte na neve três vezes, desde o acidente. O americano esteve no Havaí para surfar, saltou de paraquedas e lutou com um jacaré na Flórida. Ah! Ele também aprendeu a tocar piano.
O americano adora esportes radicais Foto: Reprodução
 Love viajou para esquiar três vezes, depois do acidente Foto: Reprodução
Ficar em casa não é programa para ele Foto: Reprodução 

Tecnologia do Blogger.